Desafios para desenvolvimento

By on fevereiro 28, 2013
header-pt

Desafios para desenvolvimento do setor, logística e transporte ganham destaque na Fenasucro 2013

Transporte e Logística custam 10% do PIB nacional. A grande representatividade dessa conta e a busca de eficiência pela indústria Sucroenergética faz com que Logística ganhe mais espaço na Nova Fenasucro.

Desde a plantação até o acesso ao produto final pelo consumidor, a cana-de-açúcar é submetida a processos como corte, carregamento, transporte, abastecimento da usina, embalagem e muitas outras etapas. Entre elas, é possível observar prejuízos ocasionados pela falta de integração entre todas as fases da produção. “A logística representa custo de 10% do PIB nacional, e esse custo poderia ser menor se tivéssemos mais infraestrutura. Atrasos nas entregas, acidentes, prejuízo e perdas de vidas tomam cerca de R$ 22 bilhões anuais”, calcula Ricardo Amadeu da Silva, presidente da All Group Corporation e integrante do Comitê de Técnicos de Logística & Transportes do CEISE Br. “Precisamos reduzir custos de produção para ganhar mais competitividade. Temos boas perspectivas em médio prazo e muita demanda para o futuro”.

É diante de tais desafios com perspectivas otimistas que acontece a FENASUCRO 2013 – 21ª Feira Internacional de Tecnologia Sucroenergético, o maior evento do setor no mundo e que este ano terá pela primeira vez um setor especifico para os expositores ligados ao transporte e outros processos operacionais.

“A boa gestão traz grande ganho de competitividade. Atualmente muitas usinas enfrentam urgências desnecessárias, contam com equipes estressadas, atraso nos cronogramas e exposição a muitos riscos, comenta Amadeu da Silva. “O segredo da logística é a integração entre as áreas, desde o CCT (gestão de logística para corte, carregamento e transporte), transporte de insumos e equipamentos, até o produto acabado”. O empresário aponta que mais de 60% de tudo que é produzido no país é escoado pelo modal rodoviário, e na logística de suprimentos, 100% da demanda é rodoviária. “O governo federal precisa ter uma estratégia robusta que possa dar suporte ao pujante crescimento agrícola nacional.” Em meados de 2012, foi anunciado um pacote de investimentos federal no valor de R$130 bilhões para os segmentos de logística e transporte que, entre outras melhorias estruturais, prevê a integração de modais rodoviários e ferroviários. A medida mostra o interesse das autoridades no desenvolvimento desses serviços.

“Participar da Fenasucro 2013 é uma oportunidade excelente de estarmos perto de nossos clientes nesse novo e importante projeto. Tenho certeza que o módulo de logística será um grande sucesso, vai provocar os empresários e mostrar a importância do assunto nessa cadeia produtiva do setor sucroenergético”, conclui Amadeu da Silva. A edição deste ano, que acontecerá de 27 a 30 de agosto, no Centro de Eventos Zanini em Sertãozinho-SP, integrará em um único evento setores das já tradicionais FENASUCRO e AGROCANA, para proporcionar aos visitantes o contato com a parte agrícola e industrial na mesma oportunidade. Na NOVA FENASUCRO, os expositores terão a chance de estar em contato com os maiores representantes de todas as áreas do setor. O evento é uma realização do Ceise-BR (Centro Nacional das Indústrias do Setor Sucroenergético e de Biocombustíveis) e do Sindicato Rural de Sertãozinho. A organização é de responsabilidade da Reed Multiplus, marca associada da Reed Exhibitions Alcantara Machado.

Serviço:

FENASUCRO – 21ª Feira Internacional de Tecnologia Sucroenergético

Data: 27 a 30 de agosto de 2013

Horário: 13h às 20h

Local: Centro de Eventos Zanini, Sertãozinho, São Paulo

Mais informações em http://www.fenasucro.com.br/

header-pt

Você deve estar conectado para postar um comentário Login

Responder